quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Norwegian Sun Cancela Escala

Devido às condições atmosféricas que assolam a nossa região, foi cancelada a escala do navio Norwegian Sun em Ponta Delgada. No decorrer desta escala o ACC tinha prevista uma visita a bordo com alguns dos seus membros. Este cancelamento foi confirmado esta noite pelo agente de navegação (Bensaúde Shipping). O navio da NCL irá passar mais a sul da região de modo a evitar a baixa pressão.


O Norwegian Sun regressa em 2011 a Ponta Delgada com duas escalas em cruzeiros transatlânticos de reposicionamento em Abril e Setembro.

5 comentários:

FranciscoM disse...

Este cancelamento deve fazer reflectir sobre se esta deve ser aposta correcta para a RAA.

Os muitos cancelamentos existentes nos últimos meses( Serenity,Deutschland, N.Sun, Star Flyer,Equinox, Saga Ruby, etc...) coloca-nos várias duvídas pertinentes sobre a estratégia optada na região.

Sabendo-se que não se consegue,nem controlar,nem prever com exactidão o tempo, torna-se de mais evidente que é necessário atrair esses navios essencialmente durante o Verão. Os Açores não podem basear o seu mercado de cruzeiros nas rotas de reposição ou nos temáticos realizados fora do Verão. Corremos o risco de termos muitos cancelamentos ou então escalas com chuva. Sorte é que nesta altura tivemos apenas 1 navio previsto, mais e seria o rolar de cancelamentos, com toda a má imagem que isto dá à região.

Urge imediatamente mudar este panorama. Não acho prudente que Governo se tenha encontrado com a HAL nos Açores, em pleno mês de Dezembro. Qual foi a imagem que passamos região ?

Já tenho ouvido de algumas entidades que a nossa aposta devem ser os transatlânticos de reposicionamento, pois os Açores estão muito longe da Europa.

Isso é treta. Olhem para a Bermuda e vejam quantos recebem dos EUA e estão a dois dias.

As próprias empresas alemães já perceberam que não é assim.

Não deixa de ser curioso que para 2011, temos apenas dois transatlânticos alemães ( 1 deles novidade nos Açores). Contundo os não transatlãnticos alemães são 6. Ou seja não estão dispostas a passar nos Açores em transatlãntico, mas sim em cruzeiros rotativos da Europa.

Bruno Rodrigues disse...

Caro Francisco,

Apenas para dizer que pessoalmente concordo com o que comentou. A postura deveria ser a de considerar as escalas de reposicionamentos como algo normal, e apostar em novas estratégias, nomeadamente os cruzeiros de Verão. Para isso tem de haver vontade política.

Cumprimentos,

Paulo Costa disse...

Boa tarde. Primeiro queria aqui dizer que achei demasiado prematuro esse cancelamento, dois dias de antecedência, muito pode acontecer. Por exemplo, hoje, qualquer navio poderia ter operado cá, não obstante o mau tempo. Pergunto, nas sagradas Caraíbas, como fazem com os temporais que por lá passam?

Outra questão, esse Norwegian Sun vai mesmo para sul, vai fazer o quê, fugir á depressão? E vai fugir á depressão atirando-se ao OTTO?

Quanto ao assunto da definição de prioridades em relação a cruzeiros nos Açores, quem manda são os políticos e infelizmente, os que temos não pescam nada sobre Turismo.

Temos tudo para sermos um porto de entrada e saída de cruzeiros, temos um aeroporto internacional que a partir do final deste mês será dotado de bastante capacidade para acolhimento de várias aeronaves em simultâneo, numa manhã ou tarde conseguia-se fazer o transbordo de um navio de grandes dimensões via aérea. Temos um espaço aéreo plenamente desobstruído permitindo esse tipo de operações. Temos um arquipélago fantástico para dar ao mundo e mesmo assim nenhum operador tem a coragem ou a visão de olhar para a Macaronésia como uma alternativa ás tão badaladas Caraíbas. Com os modernos navios, num dia liga-se Ponta Delgada ao Funchal, não sei como é que só a P&O faz isso e apenas uma vez por ano. Acredito seriamente que a Macaronésia é uma mina de ouro em termos de potencial para turismo de cruzeiros.

Ao clube endereço as minhas felicitações pelo magnífico trabalho que têm desenvolvido e que tenho acompanhado com muito gosto.

FranciscoM disse...

Caro Paulo o Norwegian Sun se fizesse uma rota directa para os Açores enfrentaria ondas de 10 metros. Naturalmente que nesse cenário o navio não quis correr riscos. O mau tempo também implicaria redução de velocidade e como tal atraso na sua chegada.

Em relação ao eixo Macaronésia, não concordo totalmente. As Caraíbas têm centenas de destinos, e normalmente não existem grandes diferenças em termos de oferta e de clima. Na macaronésia é completamente diferente. Não só os destinos são completamente diferentes uns dos outros, como a situação meteorologica é muito diferente.

Em Cabo Verde chove essencialmente nos meses de Julho, Agosto e Setembro.

http://www.capeverdeinfo.org.uk/cape_verde_weather.htm

Completamente diferente dos Açores.

A aposta das empresas de cruzeiros nas Canárias, CV e Madeira será sempre feita de Inverno. São regiões que apresentam excelente tempo durante essa época. Lembro-me do Funchal ter atingido 28º no Natal.

Isso nos Açores é impossível. Não faz muito sentido incluir os Açores nesse circuito no Inverno. Teriamos sempre muitos cancelamentos, especialmente se pensarmos em escalas em duas ou mais ilhas dos Açores.

Fazer esse circuito no verão terá algumas chances apenas nos mercados onde não há oferta de Inverno. Os alemães, britânicos se tiveram dois circuitos à escolha( 1 Verão com Açores-Canárias-Madeira, 1 Inverno Canárias-Madeira-Marrocos), vão sempre escolher o último. A P&O tem sempre muitas dificuldades em vender o cruzeiro Açores/Canárias, pois as Canárias e a Madeira vendem mais no Inverno. O interesse acaba por estar só nos Açores, como dizia uma passageira do recente cruzeiro:

"The Azores was the main reason that many passengers had booked this particular cruise. Both Saint Michael's and Faial lived up to their star billing. Visit them soon before they become spoilt. McDonalds has recently opened on St. Michael's!"

http://www.cruise.co.uk/cruise-reviews/pando-cruises/oriana/read_review_24495/

Veja-se alguns dos cruzeiros para 2011

O Athena faz Gotemburgo-Açores-Nice
O Kristina faz Malaga-Açores e depois Açores-Helsinquia
O Deutschland faz Barcelona-Açores-Lisboa
O Amadea faz Alemanha-Açores-Nice
O Delphin faz Alemanha-Açores

Nenhum deles faz escalas nas Canárias, exactamente pelo facto de não ser mais valia para este tipo de cruzeiro, feito nesta altura do ano.

Penso que os Açores ganhariam muito mais com circuitos para a Europa continental, do que propriamente para o resto da Macaronésia.

FranciscoM disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.